A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! Quando o Poder do Amor superar o Amor pelo Poder, o mundo conhecerá a Paz; Jimi Hendrix. Na verdade somos todos UM!

22
Dez 18



Lemanjá e as águas das nossas emoções.

Por Talita Rebello.

6 de dezembro de 2018.

 
 
.
 
 
 
 
 
 

Ouvi, esses dias, uma definição grega para a felicidade: um momento que você não deseja que acabe.
 
Os momentos que aqui vivemos passam a fazer parte de nós. Onde quer que estejamos, somos as flores e somos o fogo. Perfumamos e aquecemos. Embelezamos e transmutamos.
 
Aqui, nós experimentamos o prazer do compartilhar, o prazer do conectar, o prazer do acolher.
 
Mais que isso, comprovamos que a nossa força não está na nossa capacidade de construir muros em torno das nossas vergonhas e das nossas fraquezas; mas, sim, na aceitação da vulnerabilidade – inerente a todos os seres humanos.
 
Quando deixamos, do lado de fora da porta, os nossos sapatos, derrubamos também as nossas máscaras e abandonamos os nossos personagens. Então, nesta sala, damos o primeiro passo em direção à nossa verdade, encarando essa mandala florida e iluminada.
 
Fica claro, as vergonhas e os desequilíbrios que tanto escondemos (e que tanto nos isolam) são, apenas, parte do enredo.
 
Enredo que nos permite conhecer a fundo as dores e os pavores dos seres humanos, para que tenhamos empatia, para que aprendamos a curar o corpo de dentro para fora, para que sejamos compreensivos em relação às fraquezas e dificuldades, para que não subestimemos as emoções e as dores que às vezes nos assolam a ponto de nos imobilizar.
 
Assim, vida após vida, estamos passando por este processo, até que sejamos capazes de ser compreender a natureza dessa experiência e, então, transcendê-la.
 
Hoje, Iemanjá nos convida a conhecer as águas do nosso ser.
 
Água que flui com graça e gentileza, que parece se adaptar ao caminho que lhe é oferecido, mas que, silenciosamente, promove transformações profundas e irreversíveis.
 
Água que irrompe com força e determinação, que não pode ser contida, que não pode ser freada.
 
Água que lava, água que leva.
 
Permanente como as marés, impermanente como as chuvas.
 
Ora doce, ora salgada. Ora transparente, ora misteriosa. Ora calma, ora impetuosa.
 
Não por coincidência, a água é o elemento que rege as nossas emoções. Mais que isso, é um verdadeiro arquétipo: representa o contínuo fluxo da vida, o movimento como ordem.
 
Seja como for, em qualquer das suas formas, a água é sempre transformadora. Assim como ela desgasta as pedras, as nossas emoções nos lapidam.
 
Podemos observá-las, compreendê-las e acolhê-las. Permitiremos, assim, com a intimidade, que as nossas emoções sejam águas límpidas e gentis.
 
Podemos rejeitá-las, negligenciá-las, resisti-las. Criaremos, assim, uma potente onda em sentido oposto, que violentamente nos derrubará. Águas turvas cuja profundidade e conteúdo desconhecemos.
 
Qual será o ritmo das nossas águas? Qual a profundidade? Onde ainda estão turvas e nos deixam com medo de mergulhar? Qual será a dança que as nossas curvas preferem?
 
Que o ancoramento da terra e a força do fogo nos tornem capazes de ceder à fluidez das nossas águas e nos concedam um porto seguro para observá-las e conhecê-las.
 
Guiados por Iemanjá, que nos seja concedido acesso à nossa mente subconsciente, para que tomemos consciência dos programas e sistemas que constroem os nossos padrões repetitivos de conduta e que disparam os nossos gatilhos emocionais, tornando-nos caminhantes mais lúcidos e conscientes.
 
Salve Iemanjá.


Talita Rebello.


 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
 

 


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.






Atualização diária.



Free counters!
 
 
 
geoglobe1
 


 
publicado por chamavioleta às 18:47

Dezembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO