A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! Quando o Poder do Amor superar o Amor pelo Poder, o mundo conhecerá a Paz; Jimi Hendrix. Na verdade somos todos UM!

02
Jan 12

Continuação

 

[Conversas ao fundo, inaudível]

Anônimo: Bom, acho que eu disse exatamente isso, não foi?

Wilcock: Sim. Isso é o que ele está dizendo. Ele diz: -

Anônimo: Bem, ele dá o mesmo conselho.

Wilcock: "Essas pessoas têm que viver com as mesmas pessoas contra as quais estão lutando, e eu acho que é uma violação de confiança deixar vazar seus nomes. Mais do que isso, um número, que agora inclui o nome tal, tal e tal, agora nos traz informações diretamente de dentro do mais alto nível da cabala. Não devemos expô-los, seria como negar a sua utilidade para nós. Como nós, eles querem mudar, mas têm que trabalhar com aqueles contra os quais estamos lutando. A outra coisa que eu peço é - "

Anônimo: David, David, meu rapaz. Está tudo muito bem. Eu não sou um homem bom com números e com todo esse tipo de coisa. Mas deixe-me dizer-lhe uma coisa. Eu sei que todos os seus [o seu? ], todos os seus ouvintes podem saber que há muitas, dezenas a mais de milhões de toneladas de metais finos e preciosos neste lugar, tanto que você jamais conseguiria imaginar. O que você está falando é um balde cheio de nonsense. Não importa. É pouco. É sem importância. E todos os amiguinhos que estão lá atrás, nos primeiros degraus da escada, todos eles estão chiando como formigas por ali, tentando [encontrar o melhor?] as melhores migalhas de pão que caem da mesa.

Cassidy: Ok, então o que o interlocutor está dizendo, se eu entendi, interlocutor - e pode me corrigir se eu estiver errado – é que as ameaças estão vindo de um nível inferior, não é mesmo?

Anônimo: Eles são todos um bando de tolos, pelo que me consta.

Cassidy: Ok, então, é importante saber que estamos falando de diferentes níveis. E, a propósito, um PDF já foi criado a partir de seu artigo por Tommy Hansen -

Wilcock: Oh, ótimo.

Cassidy: Vai ser colocado em nosso fórum, e as pessoas podem ir para Camelotforum.com. Presumo que Tommy, que está ouvindo, vai iniciar uma discussão a partir deste programa e desta situação em que as pessoas poderão postar e todos os tipos de coisas poderão ser ditas e tudo o mais. Mas vamos permitir que David monitore essa discussão também, e colocaremos o PDF lá de modo que as pessoas possam ter acesso e possam baixá-lo quando precisarem.

Mas, basicamente, voltando para o interlocutor, então, o que você está dizendo é que o ouro é abundante, que as pessoas que estão realmente fazendo ameaças sobre ele estão por fora, em certo sentido.

Anônimo: Sim, é por aí. Essas – ramificações, essas celulazinhas que crescem de forma independente, elas são todas relativas a um tempo [. Mas se elas se tornarem?] muito visíveis para nós, iremos ter uma conversinha com eles. Então, eles que fiquem atentos sobre quem ameaçam. Você já ouviu falar que o peixe maior come o peixe pequeno e, em seguida, o tubarão vem e come o peixe maior? Bem, eles podem ser uma refeição saborosa para nós.

Cassidy: [risos] Ok. Bem, esse tipo de -

Anônimo: E eu não estou no seu departamento de relações públicas, me desculpe, senhora. Eu não faço parte do seu departamento de relações públicas. Eu não sei como falar suavemente ou dizer as coisas certas. Quero dizer, estou aceitando esse convite por causa de um amigo em comum.

Cassidy: Certamente. E nós, bem, nós queremos agradecer-lhe por isso. Eu acho que os interlocutores - bem, acho que os ouvintes, quem estiver lá fora a acompanhar este programa de rádio, estará bem ciente de que nós trouxemos um peso pesado, por assim dizer, para o nosso lado. Há pessoas lá fora, você não diria, interlocutor, que consideram David Wilcock como da família. Você não diria isso?

Anônimo: Deixe-me dizer isto. De acordo com o que me foi dito, se alguém incomodar este rapaz ou alguns dos outros que estão por aí tentando dizer as mensagens que estão divulgando, ficaremos chateados de coração, e não vai ser um ou dois que irão ter uma dor de cabeça. Posso assegurar-lhes que países terão dores de cabeça. E as pessoas lá fora que estão ouvindo saberão o que estou falando. Nós não lidamos com um ou dois apenas.

Cassidy: Okay. Então, então -

Anônimo: Nós lidamos com sociedades inteiras.

Cassidy: Okay. Bem, sabe, eu não quero encorajar muito deste tipo de conversa, mas sim

Anônimo: Minha senhora, me desculpe, mas você está falando sobre coisas que estão na crista do negócio. Não existe nada de engraçado, de grandioso, como vocês todos falam. Somos muito sérios. Ninguém será importunado, a menos que façam coisas erradas. Contanto que não quebrem as regras, que são simples - dizer a verdade, e não comprometerem a privacidade das outras pessoas -- simples assim. Não é muito difícil de acatar, né?

Cassidy: Então, David, sabe, você pode ficar seguro onde estiver .... E eu só quero que saiba que estou na sua vizinhança, sabe, estou aqui, basicamente, se precisar de mim para qualquer coisa, como você já sabe. E eu posso chegar aí em pouco tempo, se for necessário. E você também será bem vindo à minha casa a qualquer momento.

Wilcock: Sim, quero dizer -

Cassidy: Você e seus entes queridos são bem-vindos em minha casa.

Wilcock: Obrigado.

Cassidy: E - e eu -

Anônimo: E David, e David, meu rapaz - desculpe interromper, minha senhora - mas eu estarei lá em cima, na Ásia, esquiando na neve e encontrando alguns dos meus amigos mais queridos. Teremos uma linda reunião em uma semana, mais ou menos. E eu falarei de você para certificá-los que eu sei que você está bem, e os líderes desses países também terão muito interesse em saber que está tudo bem e que você está livre para publicar o que quiser, contanto que seja verdade. Ficaremos muito chateados se não conseguirmos ver as suas publicações. Quero que você envie tudo, tudo em que puder pensar, meu rapaz. Coloque tudo a público. [Tudo isso? ou muito?].

Wilcock: Okay. Honestamente, Kerry, eu ia a fugir. Eu ia entrar no meu carro -

Anônimo: Não fuja! Vá a um belo jantar. Eu serei você. Você é um desses companheiros que gosta de jantar em Los Angeles, em algum lugar na praia? Vá e faça isso.

Wilcock: Okay.

Anônimo: Vá e faça isso, e se tiver alguma dúvida, pegue 20 ou 30 unidades pequenas, uns pouco pen drives, dê 20 aos amigos que você confiar, dê mais 20 a pessoas que nem sequer conheça em todo o mundo, e os dê a alguém que possa repartir com todos. Dessa forma, você vai acabar com todos eles.

Wilcock: Isso já foi feito.

Anônimo: Bom! Excelente.

Wilcock: Essa é uma excelente sugestão!

Anônimo: Isso mesmo. Bem, [? ] todos eles, porque não precisamos de nada disso.

Wilcock: Você não ouviu isso, mas eu já dei instruções a todos os detentores do arquivo Wilcock, incluindo o fato de que você estará recebendo uma atualização muito em breve com novas informações. Não libere as informações, a menos que esteja autorizado, que serão as frases código que eu lhe dei e que irão aparecer no meu artigo.

Anônimo: Oh, [? ? ? ] Faça isso para todos. Entenda que não precisamos de nada disso. Nós não precisamos investigar. Temos meios e modos de saber o que está nos computadores de todos, quais informações eles têm. Não precisamos de nada. Fazemos isso de uma forma diferente. Não precisamos de material físico. Nenhum mecanismo, como você pode entendê-lo.

Wilcock: Bem, sim. Quer dizer, eu -- esta foi a minha forma de fazer um backup, então ...

Anônimo: Faça isso, porque essas pessoas que estão lhe incomodando, se de fato forem mesmo pessoas reais e não, uns [loucos ou proprietários?]. Eles não são nada. Não valem um pedaço de lenço de papel usado.

Wilcock: Bem, este telefonema que recebi foi tão sério quanto um ataque cardíaco, mas você também é, posso dizê-lo -
Anônimo: Oh, David, somos o tipo de gente que não o deixa pra lá depois do ataque cardíaco. Quando você morrer, meu filho, estaremos lá do outro lado a incomodá-lo novamente.
[Risos]

Cassidy: Sim. Então -

Anônimo: Então tenha a certeza de que podemos incomodá-los, assim como [? expectativa?] após a morte do corpo. E não falamos em torturas nessa vida, falamos de torturar vidas que continuarão por milhares de gerações.

Wilcock: Bem, eu agradeço, sabe -

Anônimo: Você entende o que estou dizendo? Você entende a profundidade do que estamos falando?

Wilcock: entendo.

Anônimo: E essa chamada telefônica está vindo de tão longe, para além do nunca, você nunca poderia agradecê-la.

Cassidy: Okay. Bem, bem, interlocutor, muito obrigado -

Anônimo: Oh, obrigado, minha senhora.

Cassidy: - o que eu gostaria de fazer é, se você não se importar, redirecioná-la para os loucos, a fim de mostrar-lhes do que se trata e como você pode contribuir.

David, na medida em que é fato que o ouro está aqui, ele também está sendo retirado do mundo. É muito abundante aqui na Terra, mas é muito atraente para muitos dos visitantes do mundo lá de fora, como sabemos. Você pode explicar por que existe o foco no ouro neste momento, com este grupo em particular? Você sabe por que eles estão tão obcecados?

Wilcock: Você está falando sobre a ideia de o ouro ser levado para fora do planeta?

Cassidy: Não, eu estou perguntando ao interlocutor anônimo, se ele sabe por que esse grupo que está ameaçando você está tão fixado no ouro.

Wilcock: Kerry, posso dizer-lhe porquê, e ele poderá ponderar-

Cassidy: Tudo bem.

Wilcock: E se ...? Eu não quero dizer isso. Vamos apenas dizer que o alcance da mudança -- eu inadvertidamente -- não, eu advertidamente, eu o fiz deliberadamente, coloquei-me na ponta da lança.

O que vai acontecer como resultado desta ação ter vindo a público -- e por isso que é tão importante que as pessoas espalhem essa palavra -- é que existem pessoas que vieram fazer um grande mal. Há muito mais pessoas, dos quais o anônimo é representante -- e mesmo que ele fale de uma forma que provavelmente assuste a maioria dos ouvintes -- há esse grande número de pessoas que não desejam fazer mal e que estão muito chateadas com o fato de que este número muito pequeno de pessoas esteja representando todo mundo no governo, todo mundo que trabalha para os militares, todos de uma empresa, todo mundo que trabalha em uma empresa de financiamento, fazendo-os parecer terríveis.

Há um pequeno número de pessoas que estão causando o problema. Esta ação destina-se a impedi-los de serem capazes de fazer o que estão fazendo. É por isso que eu estava disposto a me arriscar para tornar tudo isso público, porque o que acontecerá depois que nos livrarmos dessas pessoas -- e eu não estou dizendo matá-las, mas lhes darmos um julgamento justo, e nem acho que elas deveriam receber a pena de morte, sabe? E algumas delas, que são peças fundamentais envolvidas podem pleitear a anistia.

Mas isso é o que estamos vendo aqui. Estamos vendo uma mudança geopolítica de proporções gigantescas que vai desencadear uma onda incrível de prosperidade para o planeta. Quando este sistema econômico for alterado, a prosperidade da pessoa comum irá aumentar dramaticamente. E é isso que precisamos fazer. Precisamos fazer isso para conseguir divulgação, precisamos fazer isso para nos reconectarmos com nossa família galáctica, precisamos fazer isso a fim de herdar a era de ouro que nos foi prometida em tantas profecias antigas diferentes.

Cassidy: Ok, obrigado David. Ok, interlocutor, Anônimo, você pode discutir o que David acaba de dizer? Porque eu acho que você tem um ponto de vista diferente sobre isso. Você está disposto a dizer qualquer coisa nesse sentido?

Anônimo: Oh, não muito, não. Ele falou de adoráveis ideais. E todos nós esperamos que aconteçam dessa maneira. Mas é difícil, quando você faz uma omelete, por vezes, você tem que quebrar alguns ovos. Mas ele está certo sobre uma coisa: não importa em que país você esteja, de onde você vem, 99 por cento das pessoas dos cargos públicos, em todos os povos e de todas as pessoas que trabalham no serviço público, são pessoas genuínas e que se importam. Realmente são pessoas adoráveis e nos preocupamos com elas. Queremos ver todas as famílias felizes. Mas não é preciso muitos ovos ou maçãs podres para estragar uma caixa, uma dúzia ou duas de ovos. Há sempre um que cheira mal e causa a podridão. É um problema.

Cassidy: Okay. Interlocutor, você está disposto a resolver a situação com os banqueiros, aquilo tudo que está acontecendo na Suíça? Você está interessado em falar sobre o que está acontecendo com o dinheiro ao redor do mundo, e rastreá-lo? Nós teremos que voltar após o intervalo. Muito obrigado pela atenção. Aqui é Kerry Cassidy, do Projeto Camelot, com David Wilcock, Maxine Taylor e Anônimo.

[Pausa]

Cassidy: Okay. Aqui é Kerry Cassidy, do Projeto Camelot, Rádio Whistleblower, e nós estamos ao vivo com uma situação muito interessante em questão, como eu falo. David Wilcock recebeu várias ameaças de morte, esta noite, e como iríamos ao ar de qualquer maneira, o acaso do momento permitiu-nos vir a público com a sua situação. E David está conosco, David Wilcock está conosco. Temos também um interlocutor que nos ligou de um local secreto do mundo e que veio graciosamente ao ar, aqui para representar um determinado grupo. E, anônimo, você ainda está com a gente?

Anônimo: Sim.

Cassidy: Olá, anônimo. E eu agradeço[lhe] o seu sotaque irlandês é em alguns momentos um pouco difícil de entender, então às vezes eu vou repetir o que você diz. Eu só espero que você não fique ofendido com isso. É que eu quero que as pessoas consigam compreendê-lo.

Anônimo: [inaudível]

Cassidy: Okay. Então, anônimo, em relação a esta situação - e eu quero dizer que Maxine Taylor, que era minha convidada original e que é astróloga e arguta observadora do comportamento humano, além de intuitiva, também está aguardando e oferece seu apoio. E ela está na linha com a gente.

Então, Anônimo, você poderia, se possível, discutir a situação em relação ao que está acontecendo pelo mundo afora, se há alguma advertência ou qualquer coisa que você queira dar às pessoas? É muito raro ter você no ar nessas circunstâncias, ou alguém de seu grupo. Existe alguma mensagem que você gostaria de dar às pessoas a respeito destes tempos difíceis em que estamos vivendo?

Anônimo: Não há nada que eu possa dizer especificamente. Tudo que posso dizer é que existem muitos desafios pela frente, não vai ser fácil, mas se vocês mantiverem-se positivos, e junto à sua família – centrem-se na família, sua família é tudo! – este é o caminho a seguir. Nós iremos sobreviver. Em 20 anos, estaremos em um mundo diferente, em um lugar diferente, com sentimentos diferentes e valores diferentes. Será tão diferente que vai ser difícil o compreendermos. Muitos desses vilões terão ido embora, vencidos, de uma vez por todas. Mas é preciso muitas gerações para chegar-se a este ponto, menos se livrar dos vilões para sempre. Para isso, é preciso mundos de tempo.

Cassidy: Okay. E há muitos oficiais entre vocês, incluindo a si mesmo, que estão lá fora, fazendo um bom combate, ficando nos bastidores, indo para a escuridão, como eu falo, a fim de lidar com a situação por aqui. E estão lutando em nosso nome. Não é verdade?

Anônimo: Sim, é. É muito verdadeiro.

Cassidy: Obrigado. E nós lhes agradecemos. David, poderíamos voltar um pouco, se não se importar -

Wilcock: Claro.

Cassidy: - e descrever a situação de novo para as pessoas que estão em sintonia, em relação a Benjamin Fulford, e como você se sente sobre a prisão dele-- suponho que tenha sido uma prisão, uma ocupação pela CIA, tomada de sua casa, ou o que quer que seja, prisão domiciliar, como o estão chamando - e, como basicamente, essa situação parece entrelaçar-se com o que está acontecendo com você?

Wilcock: Bem, o título do meu artigo que causou toda essa confusão é “A Ação Judicial de Trilhões de Dólares que Poderá Acabar Com a Tirania Financeira”. Eu só informo o que outras pessoas estão fazendo. A informação que eu relato já é de domínio público. Trata-se de um processo de um trilhão de dólares que está sendo apresentado em nome de um grupo asiático secreto chamado de “Família Dragão”, que são os detentores de vastas somas de ouro -- eu acho que o anônimo não diria nem de longe quão vasto é o ouro que estaria lá, mas – mas em termos convencionais, estamos procurando muito mais ouro do que está documentado oficialmente nos tesouros do mundo, ou em qualquer [fóruns? forum?] público.

A “Família Dragão” basicamente detém os direitos históricos deste ouro. Foi confiscado nos anos 20 e 30, como parte da fundação do atual sistema financeiro de Bretton Woods de 1944. O confisco deste ouro -- quero dizer -- está todo documentado, é tudo parte do sistema. É parte do sistema financeiro secreto que subscreve as moedas do mundo, de forma que a maioria das pessoas pense que estão emitindo moeda fiduciária, mas não é verdade. A moeda tem garantia. É justo que esses asiáticos queiram agora recuperar tal garantia porque não gostam da maneira como o dinheiro está sendo usado.

E essa é a situação que a ação está tentando defender. Está, basicamente, tentando mudar a ordem geopolítica, mudar o sistema financeiro, mudar a forma como está sendo gerido de forma que haja muito mais prosperidade para o cidadão comum. Mas há um pequeno grupo de pessoas que têm acesso à imprensa e que estão emitindo dinheiro fora de controle, e que já conduziu o mundo inteiro para um colapso financeiro global. Nada disso precisa acontecer. É tudo falso. É tudo baseado em números em computadores que não têm nenhum valor real.

E o que se tenta fazer agora é reiniciar o sistema financeiro global. E, no rescaldo deste reinício, iremos descobrir que esses enormes déficits nacionais foram apenas uma ilusão, foi tudo obtido ilegalmente, e não existem mesmo. Assim como a “ideia orwelliana” de que a guerra é paz, a liberdade é escravidão, e a ignorância é força. Quando a mídia lhes diz que isso é um colapso econômico global, na verdade é a melhor coisa que já aconteceu para todos.

Esta ação é a ponta da lança, e é por isso que algumas pessoas -- aquelas a serem diretamente afetadas, pois vão perder a imprensa -- estão muito chateadas e proferiram ameaças contra mim. E as pessoas que conhecemos e em quem confiamos irão realmente sair do anonimato, estarão no ar, dizendo que, se essas pessoas tentarem me prejudicar, serão também prejudicadas e haverá muitos problemas.

Então, eu não quero ver ninguém prejudicado. Iria entrar no meu carro e fugir da minha casa, depois que terminasse de escrever este artigo, mas agora eu vou sustentar essa verdade. Vou ficar em casa, vou segurar o forte. Não acredito que seja prejudicado, mas devo levar à serio essas ameaças, e é por isso que eu estou aqui, fazendo este programa de rádio, alertando as pessoas para o que está acontecendo, para a minha própria proteção e para o bem da Humanidade.

Cassidy: Absolutamente, e para a segurança das pessoas à sua volta também.

Wilcock: Sim.

Cassidy: Anônimo, você ouviu o que David tem a dizer em relação a esta situação. Você pode abordar algumas das declarações que ele acabou de fazer em relação a essa ação e como isso poderia afetar as pessoas? Seria uma ação legítima, na sua estimativa?

Anônimo: Se eles quiserem segui-lo, David, você poderá dirigir para onde quiser, que irão encontrá-lo. Eles poderão [se sentar?] em cima de um satélite e ver você de qualquer lugar. Isso não é solução, garoto.

Wilcock: Certo.

Anônimo: As coisas de que você está falando, um monte dessas coisas será discutido em relação à Ásia no próximo ano. Mas há muitos dragões interessados no renascer da Fênix, as filhas da Fênix estão voltando e as pessoas que me estão ouvindo sabem do que estou falando. Saberão que durante 100 anos ou mais, isso tudo foi planejado. E que os malvados terão de tomar suas sovas. O alcançado número 505 vai realmente fazer com que grande parte do mundo se torne muito mais sensível. E saberão o quão sério eu realmente estou falando.

[Vai] voltaremos para os acordos de 1943 da Segunda Guerra Mundial, e muitos outros que foram assinados, como você mencionou, a versão pública do Acordo de Bretton Woods.

Mas as dinastias e os [Chang Ling? changeling?] ... e os outros que direi o nome aqui, todos sabem que estes companheiros bobocas não deveriam estar incomodando ninguém. E escutem isso de mim, as pessoas que estiverem ouvindo, eu sei o que estou dizendo. Acho que não há nada para se preocupar agora, hein? Está tudo feito, está tudo finalizado, acabou-se.

Cassidy: Okay. Portanto, esta situação com David neste momento foi resolvida. É isso que você está dizendo, interlocutor?

Anônimo: Eu sinto que está terminada, acabou-se, hein? Ele é um homem que deve ser capaz de seguir o seu caminho brilhante e desfrutar de seu negócio.

Cassidy: Okay.

Anônimo: E o ouro do mundo, o ouro deste mundo, minha senhora, não se preocupe, tudo valerá à pena. É muito mais valioso para ser usado em atividades do que ficar parado em um cofre em algum lugar.

Cassidy: Com certeza. Está certo. Bem, há muitos usos para o ouro, e eu acho que isso é uma declaração-chave, que, talvez, revele os níveis em que essas pessoas que fizeram as ameaças estão realmente, pois elas não entendem o verdadeiro uso do metal. Não é isso mesmo, interlocutor?

Anônimo: Muitas coisas eu não digo a eles. Quero dizer, você diria ao seu cão o que está acontecendo na rua em frente, no noticiário da manhã, ou algo do gênero? Quero dizer, por que se preocupar com isso? Deixe-o pegar os ossos e buscar o jornal para você.

Cassidy: Oh, Deus.

[Risos]

Okay. Bem -

Anônimo: Vamos falar sério. Nós não queremos nenhum problema com o povo de bem lá fora. Trabalhamos em silêncio nos bastidores. Os tolos, são apenas tolinhos tentando pegar alguns milhões aqui e ali, não são motivo para se preocuparem. Entendam, a única preocupação é a proteção da sociedade humana como um todo. Não há distinção entre os países, raça ou cor. A raça humana e o genoma é tudo. Esqueçam todas as suas nacionalidades, todas as suas culturas e todos os seus [os preconceitos?], tudo foi criado para mantê-los atarefados, para mantê-los ocupados.

Cassidy: Na verdade, sim. Palavras muito sábias vindas de um local secreto em um lugar indistinto muito, muito longe.

Ok, neste momento, Maxine Taylor, você está olhando para o mapa astral de David. Quero lhe dar essa chance para manifestar-se. Poderia, pelo menos, nos dar o seu site e os títulos dos livros que escreveu, para que as pessoas entendam quem você é? E certamente a teremos no show em um futuro próximo. Depois vamos passar para David. Mas Maxine, você está com a gente?

Taylor: Sim, Kerry, eu estou com você. Você consegue me ouvir bem?

Cassidy: Sim, consigo.

Taylor: É uma honra para mim estar aqui e dividir esse espaço com David, você e anônimo. Meu site é MaxineTaylor.com. Eu escrevi um livro, escrevi vários livros. Um deles é um livro sobre astrologia, sobre o que falaríamos hoje e chama-se “Mudar-se para a Magia”. É um livro muito poderoso, mas parece um livrinho de amor que fala sobre como liberar sua programação desde a infância, como encontrar a sua paixão e sua missão na vida e depois passar para a magia -- que é o o ponto zero, a fonte de energia dentro de cada um de nós. Mas se você olhar mais profundamente para este livro, verá que o escrevi para ajudá-lo a começar a pensar com clareza, a ver claramente. E eu acho que é por isso que estou sentada ao telefone junto com você, Anônimo, e David. Ele foi projetado para ajudá-lo a desprogramar-se, de modo que não possa ser enganado.

E eu nunca disse isso no ar antes, Kerry, e vou dizê-lo em seu show. David, você tem uma cópia do livro, mandei-a para você. Kerry, você tem uma cópia do livro, enviei-a a você. Então, eu espero -

Cassidy: Sim, e é um livro muito sábio. Obrigado, obrigado, Maxine.

Taylor: Não há de quê.

Cassidy: Okay. Neste momento -

Anônimo: Minha senhora, senhora, me desculpe interrompê-lo, mas eu vou ter que ir. David, cinco dos meus representantes desembarcarão em seu país dentro de sete dias. Um deles virá visitá-lo. Não se preocupe com isso. Vamos -- sabemos tudo sobre você, onde encontrá-lo, o seu número, sabemos qual o tamanho das suas cuecas. Um deles irá perguntar-lhe como você está. Você deve dizer-lhe a verdade, nada mais do que a verdade. Se alguém tiver lhe incomodado, se ontem, alguém o tiver assediado, você deve dizer a verdade. É isso.

Wilcock: Eu vou dizer-lhes exatamente a verdade.

Anônimo: E se você fizer isso, já honrou seus compromissos para conosco. Basta dizer a verdade.

Wilcock: Okay.

Anônimo: E eles saberão mais sobre isso.

Wilcock: Okay. Muito obrigado.

Cassidy: Ok, anônimo, muito obrigado.

Anônimo: Tudo bem. Foi maravilhoso falar com todos vocês.

Cassidy: Ok, estaremos em contato com você, e obrigado por ter-se mostrado, neste momento, e muito obrigado ao grupo de oficiais que você representa.

Anônimo: Bom, eu me desculpo se a hora do dia foi um pouco longa. A distância é um pouco mais do que se esperaria, então há um pouco de atraso na conversa.

Cassidy: Absolutamente. Nós ouvimos você. Okay. Algumas palavras de despedida, anônimo, para os ouvintes lá fora?

Anônimo: Diga aos ouvintes, a todos os seus ouvintes, que haverá tempos difíceis pela frente para todos. Não vou negá-lo. Mas após esses tempos, o arco-íris estará brilhando para todos. Todos, neste planeta, estarão brilhando no arco-íris, pois de nenhuma maneira empregaríamos todo o nosso tempo e esforço para ver essa raça tão bonita danificada ou destruída. A raça humana continuará -- em um milhão de anos estará na glória que vocês nunca poderiam apreciar. Vai ser por aí.

Cassidy: Okay. Nós estaremos de volta.

Anônimo: Adeus a todos agora, e muito obrigado. E que Deus esteja com cada um de vocês.

Cassidy: Obrigado, estaremos de volta. Muito obrigado, anônimo.

Wilcock: Obrigado.

[Pausa]

Cassidy: Aqui é Kerry Cassidy, do Projeto Camelot, Rádio Whistleblower. Estamos ao vivo com David Wilcock, Maxine Taylor, e estávamos falando com um interlocutor anônimo que nos ligou de partes desconhecidas do mundo exterior para transmitir-nos algumas mensagens que são muito importantes, para que sejam retransmitidas a certas pessoas que estão fazendo ameaças à vida de David. E queremos agradecer-lhe por ter se manifestado. Ouvimos dizer que as mensagens saíram. David, você está na linha?

Wilcock: Yeah.

Cassidy: Okay. Eu sugiro que você desligue o vídeo, porque parece que o seu vídeo está ligado. Isso irá ajudar com a transmissão aqui, fará com que fique estável e o manterá com a gente para a última parte do show. Temos menos de 15 minutos.

Disseram-me para lhe dizer que a situação é estável, que não há nada a se preocupar, e que as mensagens chegaram -- saíram para os lugares certos. E que as coisas estão sendo monitoradas. Você vai ser -- algumas pessoas irão contatar-lhe. Então, depois do show você precisa ligar para um amigo nosso em comum, se tiver chance, para dizer Olá e que você está se sentindo bem.

Maxine Taylor, você ainda está com a gente, presumo?

Taylor: Sim, eu sou.

Cassidy: Tudo bem. Muito obrigado por isso.

Então, David, enquanto temos esses últimos 15 minutos, há mais alguma coisa que gostaria de dizer? Nós temos uma sala de bate-papo, quero que você saiba. Eu queria dizer às pessoas que as transmissões foram totalmente esgotadas. As pessoas que entraram on line agora e quiseram ouvir o show, não conseguiram. Pedimos desculpas por isso. Liberaremos esse show em uma hora. Irá ao ar – a Rádio Liberdade americana está a trabalhar arduamente nos bastidores para torná-lo disponível para todos, para que seja distribuído, mas estamos no limite da capacidade. As transmissões se esgotaram durante o show, e nós nos desculpamos.

Então, David, você quer fazer um resumo do que aconteceu aqui? E se houver qualquer coisa que precise dizer às pessoas sobre o que vai escrever na segunda parte, algo que precise ser reiterado, faça-o neste momento.

Wilcock: Bem, eu só quero agradecer a todos por se importarem tanto comigo a ponto de me enviarem todas essas cartas que recebi. Eu não sabia que isso aconteceria. Acho que vivi minha vida com tanta confiança na segurança que tenho, que nunca esperei receber uma ameaça de morte assim.

Olha, sei que há pessoas que provavelmente irão pensar que tudo isso é um jogo elaborado que estamos jogando, ou que é tudo falso. Eu não sei o que dizer. Não me sinto confortável em postar quaisquer comentários no meu site sobre pessoas sendo sarcásticas, agindo como se isso fosse uma brincadeira ou que eu tenha inventado tudo. Só fiquei sabendo disso, não sei, uma hora antes deste programa de rádio começar, então ainda nem tive muito tempo para pensar sobre tudo isso.

Eu só -- no caso improvável de que algo aconteça a mim -- eu só quero dizer-lhes, ouvintes que os amo, e que sempre fiz o melhor para tentar trazer-lhes informações que os ajudassem a ser pessoas mais amorosas. Eu amo este planeta, amo as pessoas e quero ver o mundo melhorar.

Eu realmente sinto que todos nós sofremos, e que existiu muito medo. Trabalhei muito duro para criar esperança e fé, e para ajudar todos a criarmos o futuro que merecemos ter. E eu não esperava ser impedido dessa forma. Eu não acredito no medo, e sempre disse que preferiria morrer uma só vez nas mãos de um assassino do que morrer todos os dias com medo de um assassinato.

Eu farei o melhor para me recompor, para não fazer isso -

Cassidy: David, David, deixe-me lhe dizer que me deram a garantia de que as pessoas que lhe ameaçaram já teriam recebido a mensagem muito claramente – em alto e bom som

Wilcock: Okay.

Cassidy: - por parte das pessoas que entregaram a mensagem em nosso show hoje através de anônimo e que nela estavam contidas algumas frases-chave que a tornaram inconfundível para aqueles que sabem, que têm o conhecimento, por assim dizer, e que você está sendo vigiado e está seguro.

Wilcock: Okay.

Cassidy: Então, assim, eu quero que você se mantenha firme. Eu só quero que as pessoas compreendam que David Wilcock é um indivíduo extremamente corajoso, e que essas pessoas com as quais lidamos todos os dias têm uma quantidade enorme de coragem. E a coragem vem do coração, ok? E é isso que você está ouvindo. Você está ouvindo a reação emocional de uma pessoa que tem o chakra do coração muito ativo e que isso não é um sinal de fraqueza. Pelo contrário, é um sinal de força, se você tiver um coração enorme e sentí-lo muito profundamente em ambos os lados do espectro. Assim, quero que as pessoas compreendam o que está acontecendo aqui. Esta é uma rádio ao vivo e isso é o que vivemos realmente a cada dia -

Wilcock: Isso é verdade.

Cassidy: - Projeto Camelot, Project Camelot e as nossas testemunhas. Nossas testemunhas estão profundamente envolvidas, até hoje, com o que fazemos, com o que sai em nosso Projeto Camelot, e mais - na verdade, está nos livros de David Wilcock, e ele foi uma testemunha muito, muito próxima, envolvida com o projeto Camelot . Assim, quero que as pessoas compreendam que estamos juntos, que somos um grupo, e que as pessoas que viram nos vídeos são, na verdade, uma família de almas. E assim, eu e você sabemos, só queria dizer isso. Nós não temos muito tempo.

David, se há alguma coisa, dados que precise dizer nos próximos -- você tem quatro minutos para expressá-lo. Assim, além dessa situação, existe alguma coisa que você precise dizer aqui e agora e que as pessoas devam saber?

Wilcock: Sim. Muitas destas bases subterrâneas foram completamente eliminadas. Tudo começou no dia em que meu livro saiu, uma na Virgínia e uma em Colorado. Muito mais aconteceu desde então e muito mais ocorreu no final do mês de setembro.

Os dois drones que foram tomados-- um no Irã e agora um outro, ontem, nas Seychelles -- são parte permanente desta iniciativa extraterrestre. Os extraterrestres aparentemente tomaram esses drones, que nunca deveriam ter sido encontrados. Os iranianos os têm agora. Foram interceptados e foram-lhes dados por extraterrestres. As implicações disso são muito vastas, e este é o outro artigo que eu preciso escrever. Por isso,vou dizê-lo agora.

Os drones têm o mais avançado sistemas de orientação que qualquer tecnologia de engenharia reversa sobre a Terra. Foram completamente invadidos e tomados por extraterrestres. As pessoas de dentro o sabem, pois tiveram reuniões sobre isso no mais alto escalão. Isso significa que eles não têm defesa, então precisam de se retirar.

Não há nada que vocês possam usar para atacar as pessoas. Vocês não podem fingir uma invasão alienígena. Não podem fazer nada. Estão completamente expostos. E, vindo atrás de mim, estarão se metendo mais ainda em tormentas, já ouviram isso no show. Então, eu não quero ser prejudicado. Deixem-me fazer o que devo. Eu não vou dizer o nome de ninguém. Não vou fazer nada que prejudique qualquer pessoa. Tudo o que quero fazer é falar sobre esta história.

Mas a derrubada dos drones é um elemento muito importante desta história. As pessoas que estão fazendo isso não estão tentando invadir o planeta, nem destruí-lo. Fizeram-no porque não querem que vocês bombardeiem o Irã. Não querem que criem a Terceira Guerra Mundial no Oriente Médio e não querem que criem um incidente internacional.

Terão de aceitar essa mudança e deixar o poder. Terão que aceitar a mudança do sistema econômico. Vocês odiaram o público e não quiseram que as pessoas tivessem o dinheiro de que precisam para viverem uma vida feliz. Vocês têm que mudar. Estão sendo forçados a isso por todos os lados.

Eu sei que é assustador. Eu sei que vocês querem me atacar e ameaçar minha vida, porque estão com medo. E é algo com o qual todo mundo ganha. Assim, damos-lhes a anistia, mas vocês têm que cooperar.

[Música se eleva]

Obrigado a todos pela atenção. Eu realmente agradeço a entrevista.

Cassidy: Muito obrigado. Este é o Projeto Camelot. Obrigado. Teremos o show disponível em uma hora na Radio Liberdade americana. E por favor, distribuam isso por todo o mundo. É de vital importância que chegue a todos os lugares. Obrigado.

Fim da entrevista.

Tradutora: Flávia Criss

 
http://conscienciadeuniao.ning.com/profiles/blogs/m-importante-transcri-o-da-entrevista-de-david-wilcock-na-r-dio
Postado por Maria Luísa de Vasconcellos em 29 dezembro 2011

email: nai@violetflame.biz.ly

 

Se gostou! Por favor RECOMENDE  aos seus Amigos.

  achama.biz.ly  O Nazismo dos governantes de Israel

VioletFlame ~ The Illuminati ~ Alternative Media  ~ North Atlantic Islands ~ Indian Ocean Islands ~ South Atlantic Ocean Islands ~ Alternative Media ~ Creator's Map ~ ESU IMMANUEL ~ Exposing Media DesInformation ~ Galactic Federation ~ Hopi Indians, Prophecies and UFOs ~ Illuminati, The ~ Infinite Being ~ Israel (!?) ~ Jews..., The The Hebrews (Sephardim) are the Real ones! ~ Khazars, The ; the Jews of KHAZARIA are not real Jews ~ Meditation ~ Media News ~ NESARA (!?) ~ SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... ~ UFO CONTACTS ~ UFOs (MORE) ~ USA The 4th NAZI Reich!? ~ Zionism Lies and The Illuminati  ~ Light a Candle for PEACE   ~   

 

~ by Steve Beckow: , , , , , , , , , , , , , , ,

 

 

  achama.biz.ly  david wilcock

publicado por chamavioleta às 12:10

Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
21

24
25
26
27

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO